30.9.08

Deixando de relinchar...





... para cavalgar!

24.9.08

Brasil por natureza...


Homens espertalhões, calor, bixigas de todas as cores, algodões doces, luzes improvisadas e música setaneja.

Como numa grande quermesse sob a terra vermelha e batida, moradores de Colinas do Tocantins se reunem na área de eventos reservada para a exposição pecuária desse ano.
Famílias se juntam para aproveitar a noite quente da pequena cidade...

... tirar foto dos filhos nos brinquedos giratórios ou apenas tentar a sorte nos jogos dos homens de chapéu.


A inocência das algunos alí pulam aos olhos que quem os observa!

Os detalhes sutis encantam...

O charme interiorano é hipnotizante!

18.9.08

Detalhes que fazem toda a diferença...







Belos detalhes de uma realidade aquém a tantas outras...

15.9.08

Pela estrada à fora...


Na região onde motos e bicicletas são um dos principais meios de transporte (para mim, OS principais!), é curiosíssimo ver que as cidades não têm prédios, pouquíssimas ruas são asfaltadas, têm no máximo paralelepípedos. Concessionárias? Claro que não! No entanto, lojas da Honda é o que não faltam!

Resultado de uma boa caminhada pelo norte do país.

Do interior à capital. Palmas é uma mistura do interiorzão paulista com o clima tranqüilo do litoral. Ciclovias e coqueiros emolduram as rotatórias da capital planejada do Tocantins, um estado quase recém-nascido que, sem dúvida, transparece essa pouca idade. Porém, a simplicidade do interior é sedutora! Por alí, todo dia parece ser domingo.

O sorriso está sempre no rosto de quem passa na rua e as palavras saem bastante tímidas.

O olhar cabisbaixo demonstra estranheza, mas a doçura de quem não está contaminado pela loucura de uma metrópole pula aos olhos.

O cheirinho do caju doce empapuça...

... a beleza natural das estradas hipnotiza!

A secura do cerrado machuca...

... assim como o vermelho da terra encanta.

É um mundo a parte da realidade de quem vive tão longe.

5.9.08

2.9.08

Tenho tentado me esconder da realidade atrás dos meus sonhos

Em boas futilidades...

Coisas gostosas...

Em cuidados comigo...

Nas pautas mais interessantes...

Nas minhas próprias besteiras!

Mas não tem dado certo...